Depoimento
Home / Canal Estúdio Aulas / Depoimento: Moises Silva-Aprovado no TRE-MA
depoimento moises

Depoimento: Moises Silva-Aprovado no TRE-MA

Depoimento: Moises Silva-Aprovado no TRE-MA

Olá concurseiro(a)!! Tudo bem? Hoje o Estúdio Aulas, tem o prazer de contar a história do Moises Silva, que foi aprovado para o cargo de Analista Judiciário no Tribunal Regional Eleitoral do estado do Maranhão (TRE-MA). Moises foi aluno do Estúdio Aulas e vai contar um pouco da sua trajetória rumo a sua aprovação. Confira.

EA – Qual seu nome e sua profissão?

Moises Silva. Ocupo o cargo de Analista Judiciário da Área Administrativa do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão – TRE/MA.

EA -Por que você começou a estudar?

O estudo, a educação, é para mim, um dos meios honestos, justos e democráticos para se alcançar objetivos que dependem de conhecimento formal. Assim, tendo em vista eu ter optado por seguir a carreira pública por intermédio de concurso público, iniciei um estudo direcionado para isso. Aqui destaco que há diferença entre o estudo acadêmico e o estudo para concursos públicos, uma vez que desconsiderá-la pode ser fatal. Este requer habilidade e conhecimentos que vão além daqueles acadêmicos. Desse modo, quando me refiro a iniciar, pretendo dizer que estabeleci um foco, um objetivo, para o qual tive que cumprir diversas metas, as quais foram cumpridas com estudo contextualizado e direcionado.

EA – Como conheceu o Estúdio Aulas?

Conheci o Estúdio Aulas pela internet. Gostei muito dos vídeos disponibilizados no Youtube. Daí fui adquirindo os cursos avulsos, conforme a minha necessidade.

EA – Como foi sua preparação?

Eu diria que um processo complexo. Um período de aprendizado, do qual tirei diversas lições, entre elas, como devo resolver provas, por onde começá-la, a necessidade de um plano para resolução, como me portar nas vésperas, o que priorizar nesse momento, entre outas; mas, sobretudo, a importância do controle emocional diante das pressões internas e externas.

Depois de muito sofrer… e de nem sempre levar em conta os ensinamentos daqueles que já haviam chegado lá, pautei minha preparação no seguinte… EM SÍNTESE:

“Plano estratégico de aprovação”:

Conhecer a mim – forças e fraquezas – autodiagnostico; estabelecer uma área de concurso – no caso área administrativa, tendo em vista que minha formação é Bacharelado em Segurança Pública; Analisar a pretensão pessoal, a predileção para área de atuação e o local onde morar – “fazer o quê gosta e no lugar que queria estar ou mínimo com a possibilidade de um dia lá chegar”. Não definir isso pode gerar um eterno ciclo de insatisfação pessoal, o que pode implicar uma série de consequências, como ser um eterno concurseiro ; mapear os próximos concursos, analisar os últimos editais e as respectivas bancas. Observar ainda a descrição do cargo – para direcionar o estudo na área específica visando a dissertação.

Definido isso, a elaboração do cronograma de estudo:

Definir a quantidade horas disponíveis diariamente; Relacionar as disciplinas em ordem decrescente, levando em conta os fatores como: peso na prova, dificuldade pessoal na matéria, quantidade questões, volume de conteúdo; Selecionar o material de estudo: vídeos, livros, pdfs; Determinar as horas totais mínimas de estudo para cada disciplina; Dividir aquele horário disponível no ciclo das disciplinas.

Prevê o “reta final” pessoal: tirar férias nos dias que antecedem a prova; destinar, no mínimo, uma semana só para resolução de exercícios – sozinho; planejar a realização da prova (isso é fundamental); simular a resolução da prova…

DISCIPLINA – Cumprir rigorosamente aquilo que foi estabelecido.

Destaco que fui militar da Marinha (soldado – marinheiro – carreira – concursado), do Exército (sargento – carreira – concursado) e da Polícia Militar (oficial – saí já no posto de Capitão – carreira – concursado).

Meu tempo sempre foi muito apertado: jornada de, no mínimo, 8h diárias, foras as escalas de fins de semana, extraordinárias, de policiamento de eventos, além de que “militar não tem horário”, devendo estar à disposição a todo momento… Além disso, fazia outra graduação (Direito na Universidade Federal), fiz 3 pós-graduações e outros cursos, tanto da carreira, quanto avulsos… Sou casado, tenho 3 filhos pequenos… presumam as dificuldades…

EA – O que achou de estudar pelo Estúdio Aulas?

Achei ótimo. Professores qualificados; aulas voltadas para concurso; vídeos de qualidade; destaco a objetividade e o faro dos professores pelos assuntos “quentes” e prediletos das bancas.

EA- Qual concurso você foi aprovado?

Como para mim tudo é importante de alguma forma, vou relacionar os concursos e seletivos de que participei:

Marinha do Brasil – EAMCE – aprovado, formado e profissional;

Exército Brasileiro – EsSA – aprovado, formado e profissional;

EFOMM – Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante – aprovado duas vezes dentro do número de vagas, mas optei por não assumir;

CFO – PM – Curso de Formação de Oficiais – aprovado, formado e profissional;

MPE/MA –Ministério Público do Estado do Maranhão –aprovado (10º);

MPU – reprovado (surra da Cespe);

Antaq – reprovado (2 pontos);

TCDF – reprovado (4 pontos);

TRE – GO – reprovado (2 pontos);

TRE – MA – aprovado (3º). O mais desafiador, pois impus que só tomaria posse se aprovado entre os 3 primeiros; era a oportunidade de “voltar pra casa”, raramente há concurso vultoso nesse estado; não queria ir para uma cidade tão inferior à que me encontrava; só entraria em exercício numa das duas cidades que havia elegido. Deu tudo certo!

EA – Depois de ser aprovado, ainda estuda para algum outro concurso?

Acho que posso ir além ou pelo menos que devo tentar. Isso não significa insatisfação, mas sim melhoria. Agora que a “guerra começou”. Em outro patamar de dificuldade, porém acredito que alcançarei o próximo objetivo. Reconheço as dificuldades, contudo acho que elas são criadas para serem superadas.

EA – Você indicaria o Estúdio Aulas?

Com certeza o indicaria. Aliás, sempre o indiquei para diversas pessoas, inclusive nos mais diversos grupos de estudo de que participei.

EA – Qual mensagem você deixaria para quem ainda está na luta por uma vaga na carreira pública?

Primeiro, defina o que você quer. Não caia na tentação de fazer tudo que aparecer. Passei 14 anos pulando de órgãos… isso tem me custado caro. Por mais que possa parecer demorar o alcance do seu objetivo, lute um pouco mais por ele. A “derrota” de hoje é experiência amanhã. Não “queime etapas”. Planeje-se. Invista. Acredite. Não perca o foco. Selecione os melhores materiais e os melhores professores. Estude de forma objetiva. Aproveite todo o seu tempo. Estude até por placas ou outras circunstâncias com as quais se deparar: analise o conteúdo (direito administrativo), faça a análise e correções ortográficas (português), por exemplo. Isso não é insanidade, não é loucura. Isso é compromisso, é um exercício, é a demonstração de foco. Faça muitas questões, sobretudo da banca do seu concurso.

Não há fórmula para aprovação, mas você pode formular o curso do seu sucesso.

Nunca desista!

“O desistente nunca vence; o vencedor nunca desiste”.

Por Gabriella da Matta

 

Confira também

destaques da semana

Veja os concursos que foram destaques da semana

Veja os concursos que foram destaques da semana A semana dos concursos foi bastante movimentada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *