Depoimento: Lelo – aprovado no TJ-SP

Depoimento: Lelo – aprovado no TJ-SP

Olá concurseiro, boa tarde! É com grande satisfação que o Blog Estúdio Aulas traz mais uma história de superação e aprovação. Nesse depoimento você confere a história do Lelo, que foi aprovado no cargo de Técnico Judiciário Escrevente do último concurso do Tribunal de Justiça de São Paulo – TJ-SP. Confira.

  1. Qual seu nome e profissão?

 Eu me chamo Rogério, mas prefiro que me chamem de Lelo. Sou Tecnólogo em Informática, formado pela FATEC e minha última ocupação foi Coordenador de TI. Hoje, como muitos brasileiros, encontro-me desempregado.

  1. Quando começou a estudar para concurso?

Tive uma 1ª experiência em 2015. Fiquei sem trabalho e buscando uma nova colocação, prestei para o TCE-SP. Apesar de ter ficado entre os primeiros 250 colocados de mais de 3000 inscritos, eram apenas 6 vagas. Logo após consegui trabalho e meio que deixei de lado este projeto. Mais ou menos nesta época no ano passado fui desligado deste meu último trabalho e então retomei o projeto de passar em um concurso e ser Servidor Público. Este ano fiz a prova do certame para o TRE-SP, mas, de fato, nem me preparei. Na sequência prestei para o CR-Bio e em seguida veio a prova do TJ-SP. Este foi meu 4º concurso.

  1. Teve algum concurso que te marcou muito? Tipo, estudou muito e não passou?

A prova do CR-Bio do último 30 de abril foi marcante pois, apesar de serem apenas 2 vagas, eu tinha total chance de gabaritar. Não gabaritei de bobeira, desatenção somada à afobação me fizeram errar 5 questões. Fui relativamente bem 90% de acertos, mas não o suficiente para entrar, pois só quem gabaritou entrou… eram apenas duas vagas.

  1. Como foi sua preparação para o concurso do TJ SP? Você fez aulas online, presencial, estudou por livros?

  Eu estudei apenas 3 meses. Foi em período integral, sim, pois, infelizmente, como já disse, estou desempregado. Nunca tinha visto nada de Direito na minha vida. No meu primeiro mês de estudos foquei nas Matérias de:

  • Português
  • Matemática
  • Raciocínio Lógico
  • Informática e
  • Atualidades.

Mas eu só fiz desta forma porque iria prestar para o CR-Bio (Conselho Regional de Biologia) que era da mesma Banca (VUNESP) e estas matérias também poderiam servir de base para os estudos do TJ-SP. Assim que fiz a prova do CR-Bio passei a estudar as matérias de Direito.

Confesso que, a princípio, fiquei bem assustado com a quantidade de matéria e com as suas especificidades. Imprimi toda a lei-seca. Estudava apenas as matérias de Direito, uma matéria pela manhã e outra à tarde. Fiz isto 1 mês e uma semana, sempre anotando tudo o que era relevante.

Busquei aulas online gratuitas e foi onde eu encontrei as aulas da dupla de “Léos” do Estúdio (Léo Matos e Douglas Léo) tanto na Semana 0800 quanto Os Megamentes, usei também algumas vídeo-aulas que eu já tinha e foquei nos estudos.

Deixei de lado todas as redes sociais…mesmo no WhatsApp, eu pouco interagia no grupo Informática TJSP estúdio … só entrava mesmo no final do dia, depois de ter estudado e mesmo assim ficava pouco tempo. E neste período buscava resolver as questões deixadas pelos colegas, principalmente de Matemática e Raciocínio Lógico, e fiz algumas amizades legais, tipo a Joice e a Flavinha que achavam que eu fosse professor).

Como eu já estava quase enlouquecendo com tanta lei, rs… (as vezes até me pegava falando com minha esposa, que é estudante de Direito, de um assunto e logo misturava com outro –  como se fosse a mesma coisa). Nas duas semanas seguintes eu voltei a estudar aquelas matérias do primeiro mês, intercalando com uma matéria de Direito, seguindo o quadro abaixo:

depoimento lelo

Na última semana, como meus estudos rendiam mais pela manhã, revisei as matérias de Direito neste período e, logo após o almoço, resolvia questões desta mesma matéria (mas li que o ideal seria fazer as questões da matéria que estudei depois de dois dias). Após essa resolução de questões revisava e fazia questões da outra matéria não vinculada ao Direito.

Fui bem confiante para a prova, mas com um peso enorme nas costas, pois, como já disse, estou desempregado e tenho esposa e filha para sustentar… não tem sido fácil, mas driblar/superar essas barreiras foi fundamental.

Fiz a prova e a achei relativamente fácil…acertei 92, mas destas 92 eu passei errado na folha de respostas uma de português, portanto 91 acertos, além de outras 4 questões que fiquei em dúvida entre duas alternativas, a certa e a que assinalei na prova. Poderia ter feito 96 em 100.

  1. O que você acha que foi o seu diferencial em relação aos seus concorrentes?

Ter um plano estratégico objetivo e realizável, e conseguir colocá-lo em prática com muita disciplina e dedicação, além de buscar aulas e materiais atualizados.

  1. Algum professor teve uma participação especial na sua vida de concurseiro ou na sua aprovação?

 Sou grato a vários professores de vários cursos que me ajudaram muito, mas como já mencionei, a Dupla de “Léos” do Estúdio contribuiu bastante para meu desempenho. Gabaritei em R/L e Matemática e errei apenas 1 de informática, e esta que eu errei está nas 4 questões que eu fiquei em dúvida entre a alternativa correta e a que assinalei no gabarito. Poderia ter gabaritado essa matéria também.

  1. O que você pretende fazer agora que já foi aprovado? Vai esperar ser nomeado? Vai continuar buscando concursos maiores?

 Agora temos a 2ª fase. Estou me preparando na digitação para não jogar todo este esforço empreendido diretamente na lata do lixo. E depois disto que venha a nomeação. Espero ficar pouco tempo neste cargo, pois almejo entrar na Receita Federal. Sei que será um caminho árduo, mas quem disse que seria fácil, né? Com disciplina, dedicação, um material bom e atualizado e a ajuda de bons professores, o céu é o limite!!!

  1. Qual a sensação de ver o nome no Diário Oficial?

 Indescritível!!! Eu sabia que tinha me saído bem na prova e que a minha pontuação só não credenciaria à 2ª fase se houvesse uma catástrofe e todos fizessem 92 pontos, mas quando uma colega postou no grupo perto da meia-noite, entre os dias 30 e 31 de agosto que já dava para consultar no DJE a lista de convocados, eu, que já estava indo dormir, fiquei bem desperto e só sosseguei quando vi meu nome na lista. Era pura adrenalina!!! Fui deitar às 4:00 horas da manhã, mas só consegui pegar no sono perto das 6:00 horas.

  1. Por que vale a pena estudar para concursos públicos?

 Sempre foi e é extremamente importante o ato de estudar, e isto é pouco valorizado no nosso país. Os concursos públicos, por nos dar certa estabilidade, principalmente em tempos de crise como os que vivemos hoje, permitem que possamos planejar nosso futuro de uma maneira mais tranquila e desta forma aproveitar melhor nosso tempo, nossa família e outras coisas que nos são tão preciosas. Dedicar-me aos concursos foi, sem sombra de dúvidas, uma das decisões mais acertadas de minha vida. Queria tê-la tomado antes.

  1. Uma mensagem…

 Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a Deus e a minha família, bem como aos professores e colegas que me auxiliaram na minha caminhada. Aos colegas que ainda estão na batalha por seu lugar ao sol eu gostaria de dizer:

PERSISTAM! PERSEVEREM! LUTEM CONTRA TODO PESSIMISMO E DESCRENÇA!!!

Porque chegará o dia em que vocês olharão para trás e verão que todo o esforço valeu a pena. Todas aquelas horas sentados fazendo resumos, mapas mentais e anotações, aqueles milhares de vídeo-aulas, livros e apostilas e, principalmente, que sua dedicação e disciplina fizeram a diferença e lhes conduziram aos seus objetivos, tornando os seus sonhos em realidade, e isso só acontecerá se vocês persistirem.

 

DEPOIMENTO

Conheça aqui nosso curso Ironman Reta Final Intensiva Agepen-CE

 

Clique aqui e conheça os outros cursos do Estúdio Aulas. Repense seu modo de estudar!!

depoimento lelo

Jornalista: Gabriella da Matta

Receba por e-mail EM PRIMEIRA MÃO notícias, editais e inscrições para concursos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.