Autorizado novo Concurso TRF 3 (SP e MS)

Vem aí o novo Concurso TRF 3. O Concurso para servidores no TRF-3 está autorizado. Em sessão administrativa realizada na tarde desta quinta-feira, 18 de julho, a Desembargadora Therezinha Cazerta, presidente do órgão, autorizou a realização de um novo concurso público para servidores no Tribunal.

O TRF-3 abrange os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul e com o novo concurso buscará reduzir o déficit nas carreiras de Técnico e Analista. A instituição já acumula mais de 300 cargos vagos. O novo concurso TRF 3 deve ser lançado entre o segundo semestre de 2019 e o início de 2020.Concurso TRF 3

Concurso TRF 3

No início deste mês, a Ata da 189ª sessão ordinária do Conselho de Administração já havia confirmado que o TRF3 pretendia realizar um novo concurso. Todavia, devido a questões orçamentárias , o concurso TRF 3 não podia ser liberado.

O documento publicado alegava que o custo respectivo para realização do concurso era da ordem de R$ 8 milhões, sendo que a taxa de inscrição paga pelos futuros candidatos não cobria estes gastos. ta da 189ª sessão ordinária do Conselho de Administração, realizada no dia 28 de março e publicada no Diário da Justiça desta segunda-feira, 1º de julho.

No entanto, a Presidente do Tribunal informou que mesmo em razão da restrição orçamentária, tinha a nova seleção como prioridade de sua gestão.nhor Desembargador Federal Desembargador Mairan Maia, a Senhora Presidente respondeu que a taxa de inscrição paga pelos candidatos não reverte para cobrir os gastos com o certame, como ocorria antigamente.”

Cargos vagos TRF 3

Conforme o último levantamento divulgado pelo portal da transparência do TRF 3, em maio deste ano, são 362 cargos vagos no quadro de servidores. São 54 vagas ociosas para Analista e outras 308 para Técnico, apontando a extrema necessidade de um novo concurso. Veja:

Cargos vagos TRF3
Lotação Analista Judiciário Técnico Judiciário
TRF3 (Sede) 35 110
Seção Judiciária SP 11 189
Seção Judiciária MS 8 9

Salário do TRF 3

O cargo de Técnico Judiciário exige apenas formação de nível médio completo e o salário inicial oferecido é de R$ 7.591,37.

Já para Analista Judiciário a exigência é ter nível superior na área da função. Este cargo tem salário de R$ 12.455,30. Além das remunerações, os servidores do TRF3 recebem ainda:

  • Auxílio Pré-Escolar de R$ 719,52;
  • Auxílio Alimentação de R$ 910,08;
  • Auxílio Transporte;
  • Assistência Médica e odontológica

CURSOS ONLINE PARA TRIBUNAIS
CLIQUE NO BANNER

Último Concurso TRF 3ª Região

Em 2015, ocorreu o último concurso do Tribunal, na ocasião o certame contou com oportunidades para o cargo de Analista Judiciário nas áreas Judiciária, Biblioteconomia, Contadoria, Engenharia Elétrica e Medicina – Clínica Geral; e Técnico Judiciário nas especialidades de Edificações e Informática. O certame contou com com a organização da Fundação Carlos Chagas (FCC).

O edital foi publicado com 33 vagas, todas para o Estado de São Paulo. O cargo de Técnico contou com 13 vagas, todas elas para a capital e para a região metropolitana do estado.

As vagas foram para as áreas de de informática (12 vagas) e edificações (1 vaga), a primeira delas exige apenas o nível médio completo e a segunda curso técnico na área. O salário inicial foi de R$ 6.177,75, somando vencimento de R$ 2.824,17, gratificação de atividade judiciária (GAJ) de R$ 2.541,75, Vantagem Pecuniária Individual (VPI) de R$ 59,87 e auxílio-alimentação de R$ 751,96.

Já o cargo de analista contou com 20 vagas, sendo 12 são para a área administrativa. Além disso, o certame contou com vagas para as especialidades de biblioteconomia (1 vaga), contadoria (5 vagas), engenharia elétrica (1 vaga) e medicina – clínica geral (1  vaga). O cargo de analista tem rendimento de R$ 9.615,80, com salário-base de R$ 4.633,67, GAJ de R$ 4.170,30, VPI de R$ 59,87 e auxílio-alimentação de R$ 751,96.

Cargos e Requisitos do último concurso TRF 3

Analista Judiciário – Área Judiciária

Requisitos: Curso superior completo de Direito, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de fornecer suporte técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores. Compreende o processamento de feitos, a elaboração de pareceres, certidões e relatórios estatísticos e a análise e pesquisa de legislação, doutrina e jurisprudência. Envolve a indexação de documentos e o atendimento às partes, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Judiciária – Oficial de Justiça Avaliador Federal

Requisitos: Curso superior completo de Direito, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de possibilitar o cumprimento de ordens judiciais. Compreende a realização de diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Arquivologia

Requisitos: Curso superior completo de Arquivologia, devidamente reconhecido ou habilitação legal equivalente, devidamente registrada na Delegacia Regional do Trabalho.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de promover a adequada preservação de documentos e gestão de arquivos. Compreende o planejamento, a organização, a coordenação e o controle dos procedimentos e operações técnicas para produção, tramitação, utilização, avaliação e arquivamento de documentos. Envolve a emissão de pareceres, relatórios, laudos, a realização de estudos, o atendimento a usuários e a divulgação do acervo, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Biblioteconomia

Requisitos: Curso superior completo de Biblioteconomia, devidamente reconhecido e registro profissional no Conselho correspondente.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado armazenamento e a recuperação de informações. Compreende a documentação, catalogação, classificação e indexação de documentos e a consulta para atendimento a usuários. Envolve a elaboração de estudos e projetos para geração e manutenção de bases de dados, conservação e desenvolvimento do acervo e modernização dos serviços, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Contadoria

Requisitos: Curso superior completo de Ciências Contábeis, devidamente reconhecido e registro profissional no Conselho correspondente.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado acompanhamento da situação patrimonial e financeira da organização, favorecer a elaboração orçamentária, bem como possibilitar a liquidação de julgados e atualização de valores de títulos, guias e depósitos judiciais. Compreende a elaboração de cálculos, a verificação de contas e a emissão de relatórios e pareceres, bem como outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Engenharia Civil

Requisitos: Curso superior completo de Engenharia Civil, devidamente reconhecido e registro profissional no Conselho correspondente.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir os padrões de qualidade técnica e segurança das obras e reparos de edificações, bem como a adequada manutenção de instalações. Compreende o planejamento e elaboração de projetos e especificações, o assessoramento para contratação dos serviços necessários e o acompanhamento/fiscalização da execução, bem como outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Engenharia Mecânica

Requisitos: Curso superior completo de Engenharia Mecânica, devidamente reconhecido, registro profissional no Conselho correspondente e 2 anos de experiência profissional em Engenharia Mecânica.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir os padrões de qualidade técnica e segurança dos equipamentos mecânicos, bem como a sua adequada manutenção e reparo. Compreende o planejamento e elaboração de projetos e especificações, o estudo de viabilidade técnico-econômica, a elaboração de laudos e pareceres, o assessoramento para contratação dos serviços necessários e o acompanhamento/fiscalização da execução, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Informática

Requisitos: Curso superior completo, devidamente reconhecido, acompanhado de curso de especialização com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas na área de Análise de Sistemas, ou qualquer curso superior de Informática devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado processamento automático de informações. Compreende o planejamento, o desenvolvimento, a documentação, a implantação e a manutenção dos sistemas informatizados de processamento de informações. Envolve a definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações, bem como a emissão de pareceres técnicos, o atendimento aos usuários dos sistemas e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Informática – Banco de Dados

Requisitos: Curso superior completo, devidamente reconhecido, acompanhado de curso de especialização com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas na área de Análise de Sistemas, ou qualquer curso superior de Informática devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado processamento automático de informações. Compreende o planejamento, a implementação, a configuração, a monitoração, a manutenção e a administração de sistemas gerenciadores de bancos de dados e das bases de dados.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Informática – Infraestrutura

Requisitos: Curso superior completo, devidamente reconhecido, acompanhado de curso de especialização com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas na área de Análise de Sistemas, ou qualquer curso superior de Informática devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado.funcionamento da infraestrutura de tecnologia da informação. Compreende o planejamento, a implementação, a configuração, a monitoração, a manutenção e a administração da rede de computadores e servidores.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Cardiologia

Requisitos: Curso superior completo de Medicina, devidamente reconhecido, com especialização na área de Cardiologia e 2 anos de experiência profissional em Medicina (Cardiologia).

Atribuições: Realizar atividades profissionais da área de medicina, a fim de promover e preservar a saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Compreende atividades como: diagnósticos, prescrição de medicamentos, atendimentos clínicos preventivos ou profiláticos, exames pré-admissionais de candidatos para cargos públicos, elaboração de laudos e pareceres técnicos, execução de perícias em juntas médicas para fins de concessão de licenças e aposentadorias, instrução de processos de acompanhamento funcional e/ou biopsicossocial e demais situações previstas em lei.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Ortopedia

Requisitos: Curso superior completo de Medicina, devidamente reconhecido, com especialização na área de Ortopedia e 2 anos de experiência profissional em Medicina (Ortopedia).

Atribuições: Realizar atividades profissionais da área de medicina, a fim de promover e preservar a saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Compreende atividades como: diagnósticos, prescrição de medicamentos, atendimentos clínicos preventivos ou profiláticos, exames pré-admissionais de candidatos para cargos públicos, elaboração de laudos e pareceres técnicos, execução de perícias em juntas médicas para fins de concessão de licenças e aposentadorias, instrução de processos de acompanhamento funcional e/ou biopsicossocial e demais situações previstas em lei; entre outras.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Psiquiatria

Requisitos: Curso superior completo de Medicina, devidamente reconhecido, com especialização na área de Psiquiatria e 2 anos de experiência profissional em Medicina (Psiquiatria).

Atribuições: Realizar atividades profissionais da área de medicina a fim de promover e preservar a saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Compreende atividades como: diagnósticos, prescrição de medicamentos, atendimentos clínicos preventivos ou profiláticos, exames pré-admissionais de candidatos para cargos públicos, elaboração de laudos e pareceres técnicos, execução de perícias em juntas médicas para fins de concessão de licenças e aposentadorias, instrução de processos de acompanhamento funcional e/ou biopsicossocial e demais situações previstas em lei; entre outras.

Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Psicologia do Trabalho

Requisitos: Curso superior completo de Psicologia, devidamente reconhecido e 2 anos de experiência em Psicologia do Trabalho.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de subsidiar a geração de políticas de recursos humanos, de benefícios sociais, de saúde ocupacional e de desenvolvimento organizacional. Compreende o desenvolvimento, validação e aplicação de instrumentos psicométricos nas atividades da área de desenvolvimento de recursos humanos, tais como: recrutamento, seleção, lotação, acompanhamento, treinamento, avaliação de desempenho, de potencial e correlatos. Inclui a realização de pesquisas, estudos, bem como a emissão de pareceres e relatórios técnicos, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Serviço Social

Requisitos: Curso superior completo de Serviço Social, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de prevenir ou minimizar dificuldades de natureza biopsicossocial que possam afetar/estejam afetando magistrados, servidores, inativos, pensionistas e/ou seus dependentes, bem como promover uma melhor integração entre família, comunidade e organização.

Técnico Judiciário – Área Judiciária – Área Administrativa

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de fornecer auxílio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento da organização. Compreende o processamento de feitos, a redação de minutas, o levantamento de dados para elaboração de relatórios estatísticos, planos, programas, projetos e para a instrução de processos, a pesquisa de legislação, doutrina e jurisprudência, a emissão de pareceres, relatórios técnicos, certidões, declarações e informações em processos. Envolve a distribuição e controle de materiais de consumo e permanente, a elaboração e conferência de cálculos diversos, a digitação, revisão, reprodução, expedição e arquivamento de documentos e correspondências, a prestação de informações gerais ao público, bem como a manutenção e consulta a bancos de dados e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Administrativa – Segurança e Transporte

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido, e Carteira Nacional de Habilitação – categoria “C” ou superior.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de zelar pela segurança dos magistrados, servidores, visitantes, instalações e bens patrimoniais do órgão, como também garantir a adequada condução de veículos oficiais. Compreende o controle de entrada e saída de pessoas e bens, a realização de rondas para verificação das condições das instalações, a direção defensiva de veículos oficiais, o registro de ocorrências que fogem à rotina e de incidentes ocorridos com veículos, a execução de atividades de prevenção e combate a incêndios e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Administrativa – Telecomunicações e Eletricidade

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário com a finalidade de garantir a adequada operação e manutenção de equipamentos elétricos e telefônicos. Compreende a utilização de ferramentas, manuais e equipamentos. Inclui tarefas como a programação da central telefônica, a instalação e teste de ramais e linhas telefônicas, a inspeção e realização de manutenção preventiva em instalações e aparelhos elétricos, bem como outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade

Técnico Judiciário – Administrativa – Contabilidade

Requisitos: Curso técnico ou profissionalizante de nível médio na área de Contabilidade, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário com a finalidade de favorecer o adequado acompanhamento da situação patrimonial e financeira da organização, possibilitar a elaboração orçamentária, bem como de colaborar na liquidação de julgados e atualização de valores, títulos, guias e depósitos judiciais. Envolve a elaboração de cálculos, a verificação de contas e o fornecimento de subsídios para elaboração de relatórios e pareceres, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Administrativa – Enfermagem

Requisitos: Curso técnico de Auxiliar de Enfermagem, devidamente reconhecido, e 2 anos de experiência profissional em Enfermagem.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de contribuir para promoção e preservação da saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Compreende a realização de curativos, inalações, administração de medicamentos, remoção de pontos e outros procedimentos, segundo prescrição médica. Envolve a preparação de pacientes para consulta, verificação de sinais vitais, atualização de prontuários e cuidado com a adequada utilização e conservação de materiais, equipamentos e medicamentos da unidade. Inclui a colaboração em programas de educação para saúde e o levantamento de dados para elaboração de relatórios, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Administrativa – Informática

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de garantir a adequada automatização de rotinas, por intermédio do desenvolvimento, codificação, teste, implantação, documentação e manutenção dos programas e sistemas, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Administrativa – Segurança do Trabalho

Requisitos: Curso técnico em Segurança do Trabalho, devidamente reconhecido, e 2 anos de experiência profissional em Segurança do Trabalho.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de assegurar condições que eliminem ou reduzam ao mínimo os riscos de ocorrência de acidentes de trabalho e o cumprimento de todas as normas e legislações correlatas. Compreende a inspeção de locais, instalações e equipamentos, examinando e certificando suas condições de funcionamento. Envolve a elaboração de relatórios, laudos e o estabelecimento de normas e dispositivos de segurança, de acordo com a legislação, bem como a elaboração, implementação e controle de programas de prevenção de riscos ambientais e do perfil profissiográfico profissional. Ainda, a realização de atividades administrativas decorrentes de sua atuação, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

ÚLTIMO EDITAL TRF 3 DA FCC

Receba por e-mail EM PRIMEIRA MÃO notícias, editais e inscrições para concursos!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.