Concurso MP PI 2018: saiu o edital!

O Ministério Público do Piauí divulga o seu edital de concurso público. O Edital Concurso MP PI 2018 será executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Nesse concurso, o Cebraspe utirlizará o método Cespe de seleção.

O Edital Concurso MP PI 2018 oferta vagas para cargos de nível médio e superior. A remuneração inicial é de R$ 6.241,11 para uma carga horária de 30 horas semanais. Confira abaixo todos os detalhes do Edital Concurso MP PI 2018.Edital Concurso MP PI 2018

Edital Concurso MP PI 2018

Conforme dispõe o edital Concurso MP PI 2018, a seleção ofertará vagas para cargos de nível superior e nível médio. Veja como ficou a distribuição por formação.

Cargos Superior

  • Cargo 1: Analista Ministerial – Área: Engenharia – Especialidade: Engenharia Civil – 1 vaga
  • Cargo 2: Analista Ministerial – Área: Processual – 3 vagas
  • Cargo 3: Analista Ministerial – Área: Saúde – Especialidade: Medicina – 1 vaga
  • Cargo 4: Analista Ministerial – Área: Saúde – Especialidade: Psicologia – 1 vaga
  • Cargo 5: Analista Ministerial – Área: Tecnologia Da Informação – 2 vagas

A remuneração para todos os cargos de nível superior do Ministério Público do Piauí é de R$ 6.241,11, além de benefícios da carreira e de caráter pessoal.

Cargo Nível Médio

  • Cargo 6: Técnico Ministerial – Área: Administrativa – 12 vagas

A remuneração inicial para o cargo de Técnico Ministerial do MP PI é de R$ 4.023,03, além de benefícios da carreira e de caráter pessoal.

Prazo de Inscrição do Concurso MP PI

O edital Concurso MP PI 2018 informa que será admitida a inscrição somente via internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/mp_pi_18, solicitada no período entre 10 horas do dia 18 de julho de 2018 e 18 horas do dia 6 de agosto de 2018 (horário oficial de Brasília/DF).

O valor da taxa de inscrição está definido dessa forma:
a) nível superior: R$ 110,00;
b) nível médio: R$ 90,00

Fases do Concurso

Os candidatos inscritos, de acordo com o edital Concurso MP PI 2018,  serão avaliados segundo o método Cespe de avaliação: 120 questões para que o candidato julgue Certo ou Errado.

As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos/áreas/especialidades de nível superior terão a
duração de 5 horas e serão aplicadas na data provável de 23 de setembro de 2018, no turno da manhã.

As provas objetivas para o cargo/área de nível médio terão a duração de 4 horas e serão aplicadas na
data provável de 23 de setembro de 2018, no turno da tarde.

Apenas os candidatos às vagas de nível superior serão submetidos às provas discursivas. A prova discursiva valerá 40,00 pontos e consistirá de redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a
respeito de temas relacionados aos conhecimentos específicos para cada cargo/área/especialidade.

Requisitos e Atribuições dos cargos

Analista Ministerial – Área: Engenharia – Especialidade: Engenharia Civil

Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em
Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe.

Atribuições: realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público do Estado do Piauí em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Engenharia Civil, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados.

E ainda, a atuação em projetos, convênios e programas de interesse do Ministério Público, isoladamente ou em conjunto com outras instituições; o planejamento, elaboração, supervisão, coordenação, orientação e execução de projetos ou serviços técnicos administrativos.

Bem como, a assistência e assessoria na contratação dos serviços; a atuação em atividades administrativas do Ministério Público do Estado do Piauí, aqui compreendidos o planejamento, elaboração, supervisão, coordenação, orientação e execução de projetos ou serviços técnicos administrativos.

Analista Ministerial – Área: Processual

Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em
Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Atribuições: prestar auxílio à chefia imediata na análise e elaboração de peças e documentos referentes aos processos judiciais, administrativos e procedimentos extrajudiciais em trâmite no setor de lotação, competindo analisar processos judiciais, administrativos e procedimentos extrajudiciais sob a supervisão da chefia imediata.

Bem como, realizar análise, pesquisa, seleção e processamento de informações sobre legislação, doutrina e jurisprudência.

E mais, inserir e consultar informações em sistemas informatizados de base de dados, quando disponíveis para acesso; elaborar e redigir minutas de peças processuais e administrativas, tais como petições, pareceres, relatórios técnicos, recomendações, resoluções, portarias, despachos, ofícios, certidões, termos de ajustamento de conduta e outros documentos jurídicos relacionados à área de atuação do setor em que esteja lotado.

Analista Ministerial – Área: Saúde – Especialidade: Medicina

Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em
Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

Atribuições: elaborar estudos técnicos, relatórios, pareceres técnicos e outros documentos relacionados à área de saúde pública e de saúde suplementar; realizar vistorias, inspeções e auditorias, mediante comprovada necessidade e solicitação dos Procuradores e Promotores de Justiça.

Orientar as Promotorias de Justiça sobre matérias pertinentes à área sanitária e sugerir procedimentos em atos e assuntos administrativos, providenciando e encaminhando material de apoio, quando necessário.

Planejar, organizar, dirigir, coordenar e controlar as atividades de assistência médica, em caráter preventivo, ambulatorial e primeiros socorros, bem como as atividades administrativas de assistência à saúde, de benefícios e de caráter social aos membros do Ministério Público, servidores e pensionistas.

Atuar em procedimentos relacionados à concessão de licenças para tratamento de saúde, por motivo de doença de pessoa da família, por acidente em serviço, à gestante e de paternidade, legalmente previstas, na área de sua competência.

Elaborar relatórios estatísticos referentes às atividades da Assessoria Pericial; controlar a entrada e a saída dos documentos encaminhados à assessoria pericial, instruindo-os, se for o caso, bem como efetuando os necessários registros e mantendo o arquivo de documentos organizado e atualizado.

Realizar atendimento médico, para membros do Ministério Público, servidores e pensionistas. E mais, propor a aquisição de medicamentos, materiais e equipamentos para a Coordenadoria ao qual está vinculado; propor a realização de eventos relacionados à área de saúde.

Realizar palestras educativas e outras atividades relacionadas à promoção e prevenção da saúde física e mental, quando solicitado pelo órgão.

Realizar vistorias de consultórios, clínicas, hospitais e outros serviços de saúde para fins de convenio; expedir atestados periciais, elaborar relatórios e participar de juntas médicas; desenvolver outras atividades correlatas.

Analista Ministerial – Área: Saúde – Especialidade: Psicologia

Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em
Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

Atribuições: realizar atividades de nível superior que envolvam a promoção da adequação funcional e orientação profissional, a elaboração de diagnósticos e intervenções organizacionais, a assistência e acompanhamento psicológico aos membros, servidores, inativos, pensionistas e a seus 3 dependentes; a elaboração de relatórios técnicos e laudos sobre aspectos psicológicos e psicossociais.

A realização de entrevistas voltadas a seu campo de atuação; o assessoramento técnico à área jurídica; a realização de visitas domiciliares e a instituições públicas e privadas que prestam atendimento a dependentes químicos, abrigam crianças e adolescentes e sentenciados.

O planejamento e a realização de análises de trabalhos para descrição dos comportamentos requeridos no desempenho de cargo e funções.

O planejamento, execução e acompanhamento dos processos de recrutamento e seleção de pessoal, de avaliação de desempenho funcional e de programas voltados à capacitação e ao desenvolvimento dos servidores da Instituição.

A proposição de ações destinadas ao aprimoramento das relações de trabalho, com base em pesquisas realizadas internamente e estudos técnicos, visando contribuir para a produtividade e a motivação de servidores.

O assessoramento técnico na implantação da política de gestão organizacional de pessoas da Instituição.

A emissão de parecer técnico inerente à sua área de atuação, sempre que requerido pela autoridade competente; a atuação na orientação e educação em saúde, em seu nível de especialização, com vistas à prevenção primária e secundária de doenças e, particularmente, à promoção de saúde e de qualidade de vida, tanto individualmente como por meio de cursos, palestras, campanhas e programas educativos.

A realização de trabalhos que exijam conhecimentos básicos e(ou) específicos de informática;
outras de mesma natureza e grau de complexidade que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Analista Ministerial – Área: Tecnologia Da Informação

Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área
de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Atribuições: realizar atividades de nível superior relacionadas ao planejamento, à coordenação, à supervisão e à execução de tarefas que envolvem as funções de análise e desenvolvimento de sistemas, a partir da gestão da informação e diagnóstico das necessidades institucionais.

A elaboração de projetos de sistemas de informação de acordo com a metodologia de desenvolvimento de sistemas vigente.

Definição de métodos, normas e padrões para aquisição, governança, desenvolvimento, manutenção,
segurança, modelo corporativo de dados e gestão de sistemas e serviços de Tecnologia da Informação, bem como zelar pelo seu cumprimento; estabelecer e assegurar os níveis de qualidade dos sistemas de informação e comunicação.

Participar em atividades de consultoria, suporte técnico e capacitação de usuários e desenvolvedores, zelando pela qualidade do atendimento em sua área de atuação.

Planejamento, coordenação e gerenciamento de ações para a implementação de soluções de Tecnologia da Informação, bem como prover e manter em funcionamento essa estrutura tecnológica, composta por sistemas, serviços, equipamentos e programas de informática necessários ao funcionamento do Ministério Público.

Técnico Ministerial – Área: Administrativa

Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo
grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Atribuições: atuar no suporte administrativo necessário ao desempenho das atividades inerentes ao funcionamento do setor de lotação e sob a orientação da chefia imediata, competindo-lhe auxiliar na elaboração, execução e avaliação de planos, programas e projetos pertinentes ao setor de lotação; expedir certidões, declarações e atestados.

Gerenciar a entrada, a saída e a distribuição interna de documentos e autos de processos judiciais, administrativos e procedimentos extrajudiciais, com o cadastramento das informações em sistema informatizado, quando disponível.

Cumprir despachos de mero expediente em procedimentos administrativos e extrajudiciais em tramitação no setor de lotação, desde que não configure atividade jurídica ou vinculada a outra área específica de atuação; redigir atas, editais, ofícios, memorandos e notificações.

Manter e controlar o arquivo setorial, organizando pastas, documentos e livros de registro; encaminhar documentos e atos administrativos ao setor competente para publicação na imprensa oficial; elaborar relatórios referentes à atuação judicial/extrajudicial ou administrativa do setor de lotação, quando determinado pela chefia imediata.

>Acesse aqui o Edital Concurso MP PI 2018

Acompanhe aqui os principais concursos públicos abertos no Brasil

Acompanhe diariamente nossa página para ficar por dentro dos principais editais e Concursos públicos abertos no Brasil. E lembre-se de assinar nosso canal do YouTube para ter acesso aos nossos aulões online, ao vivo e gratuitos, lá tem muita dica para você arrebentar no concurso que você quer fazer. Acesse aqui.

Assessoria de Comunicação Estúdio Aulas

Receba por e-mail EM PRIMEIRA MÃO notícias, editais e inscrições para concursos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.