Saiu o edital para Diplomata. Até R$ 19.199,06!

Edital Diplomata 2019. Saiu o edital do concurso público para Diplomatas. O certame será realizado pelo Instituto Rio Branco (IRBr), com a colaboração do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES). O cargo inicial na carreira é de Terceiro Secretário e a remuneração é de R$ 19.199,06! Leia abaixo os detalhes do edital Diplomata 2019.Edital Diplomata 2019

Edital Diplomata 2019

O Instituto Rio Branco (IRBr), entidade vinculada ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) anuncia abertura do novo concurso público destinado ao provimento de 20 vagas na função de Diplomata , carreira inicial de terceiro secretário.

O concurso será realizado pelo Instituto Rio Branco (IRBr), com a colaboração do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) e o edital reserva 4 das vagas para candidatos negros e uma fica para as pessoas com deficiência.

Quem pode concorrer no concurso de Diplomata?

Conforme o edital Diplomata 2019, a exigência para concorrer ao cargo é ter nível superior em qualquer área de formação, reconhecido pelo MEC.

A remuneração inicial de um Diplomata é fixada em R$ 19.199,06.

Prazo de Inscrição

Os interessados poderão se inscrever pela internet, no site do IADES – www.iades.com.br, das 08h do dia 17 de julho às 23h59min do dia 12 de agosto de 2019, mediante pagamento da taxa de participação que é de R$ 208,00.

Fases do Edital Diplomata 2019

Apesar da mudança de banca do concurso de Diplomata, de Cebraspe-Cespe para IADES, a prova da primeira fase será com base na metodologia de CERTO e ERRADO.

O concurso de Diplomata será realizado em duas fases:

a) Primeira Fase: prova objetiva, constituída de questões do tipo CERTO ou ERRADO de Língua
Portuguesa, Língua Inglesa, História do Brasil, História Mundial, Política Internacional, Geografia, Economia e
Direito e Direito internacional público, de caráter eliminatório, que habilitará os candidatos a se
submeterem à fase seguinte;

b) Segunda Fase: provas escritas de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil,
geografia, política internacional, economia, direito e direito internacional público, língua espanhola e língua
francesa, de caráter eliminatório e classificatório.

A Primeira Fase será realizada nas capitais dos 26 estados da Federação e no Distrito
Federal. A Segunda Fase será realizada nas capitais onde houver candidatos aprovados na Primeira
Fase.

Data da Prova

A prova objetiva será realizada nas capitais dos 26 estados da Federação e no Distrito Federal, no dia 08 de setembro de 2019, em dois períodos: o primeiro, iniciando-se às 9 horas e 30 minutos, e o segundo, iniciando-se às 15 horas, ambos com duração de 3 horas, nos locais que serão informados no dia 26 de agosto pelo site do Iades.

O gabarito oficial preliminar da prova objetiva da primeira fase será divulgado no endereço eletrônico www.iades.com.br, após as 22 horas do dia 08 de setembro.

Na segunda fase o concurso terá provas escritas de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, geografia, política internacional, economia, direito e direito internacional público, língua espanhola e língua francesa, de caráter eliminatório e classificatório. Veja mais das provas no edital anexo.

Veja abaixo o quadro das disciplinas e quantidade de questões do edital Diplomata 2019:

Sobre a carreira diplomática

O acesso à carreira diplomática dá-se por meio de concurso público, sob a coordenação do Instituto Rio Branco, que é o responsável pelo certame, bem como treinamento e aprimoramento dos novos diplomatas.

Concurso Diplomata 2018

A Estrutura da carreira diplomática é dividida em seis classes. Os aprovados no concurso diplomata ingressarão como terceiro-secretário. Em seguida, e isso leva anos, são promovidos para segundo-secretário, primeiro-secretário, conselheiro, ministro de segunda classe e ministro de primeira classe (embaixador). Os critérios para a promoção, são os mesmos para outros cargos da administração pública: antiguidade e merecimento.

Além disso, em cada classe, o diplomata precisa permanecer por pelo menos três anos. Os outros requisitos são o cumprimento de tempo de serviço no exterior, tempo de carreira e conclusão de cursos específicos que são oferecidos em cada classe.

A partir do posto de segundo-secretário, a progressão do diplomata fica condicionada ao voto de seus superiores e pares, bem como da avaliação pelas altas chefias do Ministério das Relações Exteriores, tendo o Ministro de Estado entre seus avaliadores.

Na carreira diplomática, da entrada como terceiro-secretário até o ministro de primeira classe, o topo da carreira, levam-se 20 anos para tal ascensão. A permanência em cada lugar dura em média três anos.

 O que faz um diplomata?

O diplomata é, antes de tudo, um servidor público federal. Prestam serviços de natureza diplomática e consular, no que tange à representação, negociação, informação, assim como a proteção de interesses brasileiros na esfera internacional. Ou seja, são responsáveis por representar e defender os interesses do Brasil perante a comunidade internacional.

O diplomata tem a incumbência de cooperar com o Presidente da República na formulação de e execução da política externa brasileira.

O diplomata só trabalha em Brasília e no Exterior?

Não. Além da capital federal, o novo diplomata pode ser lotado em umas das representações do Itamaraty no país: Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Florianópolis, Curitiba, Belo Horizonte, Manaus e Recife.

Em Brasília, há quatro áreas de atuação do diplomata: a geográfica, temática, consular e administrativa.

Representação do MRE no Rio de Janeiro

Na geográfica, o diplomata fica responsável por acompanhar determinada região, analisando seus acontecimentos políticos, sociais e econômicos, dando suporte às missões brasileiras e nas embaixadas, onde houver.

Na temática, o diplomata é responsável por acompanhar algum tema especifico da agenda internacional da qual o Brasil tenha manifesto interesse, e trabalha em negociações de integração regional.

Na consular, ele presta apoio ao consulado brasileiro, atendendo aos interesses e proteção dos brasileiros no exterior.

Na administrativa, trabalha na gestão de postos (representação brasileira) no exterior, bem como atua na administração das finanças, de pessoal, do patrimônio e acompanha as missões brasileiras no exterior.

BAIXE O EDITAL DO CONCURSO DIPLOMATA 2019 

Receba por e-mail EM PRIMEIRA MÃO notícias, editais e inscrições para concursos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.